mesclar removebg preview

Entenda como a saúde mental interfere na saúde física e qualidade de vida

Durante muito tempo, os temas relacionados à saúde mental foram tidos como tabu em diversas sociedades. Assim, a discussão pública sobre o bem-estar emocional e a somatização de problemas psíquicos era constantemente evitada ou ativamente censurada.

 

No entanto, atualmente esse é um assunto que não somente tem sido fortemente desestigmatizado, como se tornou um dos assuntos mais comuns nas rodas de conversas e nas interações sociais de encontros familiares, românticos e, até mesmo, corporativos.

 conceito moderno de tecnologia trabalho e pessoas retrato de uma jovem funcionaria cansada com um coque de cabelo tirando os oculos e massageando a ponte do nariz sentindo se estressada por causa do muito trabalho 34305

 

Isso porque, com o tempo e o estudo mais aprofundado sobre a área, começamos a descobrir mais sobre como questões como a depressão e os transtornos de ansiedade, podem impactar em todos os aspectos da nossa vida.

 

E essa interferência é tão relevante que a Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta o bem-estar mental como sendo um fator tão determinante para a manutenção de uma boa saúde, quanto o cuidado físico ou a ausência de enfermidades.

 

Como os problemas mentais podem afetar a saúde física dos pacientes?

 

A influência das questões emocionais pode ser tão forte na vida dos pacientes que, não raramente, as pessoas passam a apresentar sintomas que afetam as mais diferentes partes do organismo.

 

E isso se dá, pois a atuação das emoções pode alterar os processos orgânicos, possibilitando o surgimento de condições imunológicas, endocrinológicas e neurológicas, como:

  • Enfraquecimento do sistema imune;
  • Desregularem da produção hormonal;
  • Aumento na produção de toxinas relacionadas a doenças degenerativas;
  • Incidência de refluxo ou gastrite;
  • Alteração da microbiota intestinal;
  • Aumento na pressão arterial.

 

Além disso, os problemas emocionais podem afetar diretamente a saúde bucal, aumentando a incidência de cáries e de doenças periodontais, comprometendo os tratamentos odontológicos – como as facetas de resina ou o aparelho ortodôntico.

 

Em consequência, o paciente pode acabar percebendo um efeito correlacionado entre a saúde oral e mental. Pois, as doenças dentárias causadas por crises ansiosas ou por períodos depressivos, podem piorar ainda mais a condição do bem-estar emocional.

 

Uma vez que o aspecto envelhecido das estruturas dentárias – originadas pela ação bacteriana e pelas cáries –, o aparecimento de quebras e trincos ou até mesmo o edentulismo, estimulam aborrecimentos com a aparência do próprio sorriso.

 

Esse efeito é tão perceptível que muitos pacientes têm optado pela colocação das lentes para dentes ou pela efetuação do clareamento dental, como forma de harmonizar o sorriso, promovendo uma melhora na autoestima e no conforto de sorrir e falar em público.

 

 

Como aliviar os problemas e manter uma saúde mental mais positiva

 

Primeiramente é muito importante compreender que a saúde mental deve ser analisada como uma condição, não apenas como um diagnóstico. 

De forma que o conceito de “pacientes depressivos” ou “ansiosos” vem, aos poucos, perdendo a sua relevância, já que todas as pessoas eventualmente passarão por essa fase.

Isso porque diversos fatores do dia a dia podem causar impactos na saúde mental. As questões biológicas, a rotina estressante do trabalho, problemas com os relacionamentos pessoais, a situação socioeconômica do país, o estilo de vida e diversas outras condições.

Assim, a melhor forma para manter o bem-estar emocional é cultivando um equilíbrio nas rotinas diárias. Algumas formas efetivas de fazê-lo são por meio de atividades como:

1. Pratique exercícios físicos regularmente

 

 Os exercícios físicos e a prática regular de esportes ajuda na produção de substâncias químicas, como a endorfina e a serotonina, que promovem uma sensação de bem-estar e prazer.

Isso auxilia no controle das emoções e proporciona uma sensação de calma, alívio dos quadros depressivos, melhora da autoestima e ainda garante mais energia durante o dia.

 

2. Fale sobre seus sentimentos

 

Conversar sobre os sentimentos e situações que causaram mágoas, estresse ou ansiedade é fundamental para o desenvolvimento do autoconhecimento e para possibilitar a construção de uma inteligência emocional mais extensa.

Assim, o paciente evita o acúmulo de emoções e ainda pode começar a trabalhar na aceitação dessas condições, impedindo o desenvolvimento de distúrbios emocionais mais intensos.

 

3. Fique atento com a alimentação

 

Manter uma alimentação balanceada e rica em comidas frescas e naturais, além de dificultar a quebra de dentes ou do aparelho fixo transparente, também ajuda no desenvolvimento de uma qualidade de vida mais enérgica e livre de doenças.

Além disso, alimentos como banana, abacate ou tangerina são ricos em triptofano, um aminoácido natural que auxilia na produção de serotonina e permite a regulagem do humor.

 

4. Foque no cuidado pessoal

 

Tanto a execução de procedimentos estéticos – como a colocação da lente de contato dental ou a realização mensal de um lifting facial –, quanto o cuidado para garantir uma boa noite de sono ou a melhora do autoconhecimento são atividades essenciais para manter o equilíbrio individual.

Este é, na realidade, um momento de se conectar com as próprias emoções e pensamentos, realizando uma manutenção necessária na qualidade de vida.

 

5. Visite seus médicos regularmente

 

O acompanhamento médico é fundamental para melhorar toda a saúde física e emocional, por isso, a consulta constante com um psicólogo, analista, clínico geral ou ortodontista devem ser periódicas mesmo quando não há sintomas aparentes de problemas.

Além de servirem para a análise quanto à segurança da realização de tratamentos embelezadores – como as facetas de porcelana antes e depois –, essas consultas são cruciais para a profilaxia e a intervenção precoce.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Lógica de Mercado, uma rede de conteúdos para alavancar negócios e proporcionar mais qualidade de vida e saúde.

 


O site Terapia Integrativa possui SSL, padrão global em segurança e utiliza o GDPR que é o Regulamento Geral de Proteção de Dados.